Rafael Carneiro Garcia

Archive for December, 2012|Monthly archive page

O que São Paulo, o Maranhão e o Amapa tem em comum?

In Alckmin, PMDB, Política, PSDB, Sarney on December 11, 2012 at 6:46 pm

Primeira-dama postou foto de dentro do helicóptero em rede social - InstagramNesta sexta-feira (07/12/12), o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), esse avô exemplar, foi buscar a familia de seu filho no Aeroporto Internacional de São Paulo.

Talvez a preguiça de cruzar 51 km na região metropolitana de SP, talvez por medo de ter  que enfrentar um “bando de loucos” ou mesmo por capricho com seus netinhos,  fez o governador  busca-los no helicoptero do Estado de São Paulo.

Como bom fã às avessas de José Sarney (PMDB-AP) que sou, não pude deixar de me lembrar do episodio em que o senador pelo Amapa usou o helicoptero da Policia Militar do Maranhão, estado governado por sua filha Roseana (PMDB-MA), para se deslocar à uma das suas casas em uma ilha no estado.

Como o flagelo do Brasil não consegue ter adversarios à altura, sua viagem tem alguns agravantes, vejamos: O Helicoptero não havia sido comprado para “servir e proteger”? Mas nem a chefe do executivo estava presente no veiculo! Pelo contrario, quem usufruia do requinte era um empresario, personificando assim o uso do publico pelo privado. Para fechar com chave de ouro, o nosso sagaz presidente do Congresso ainda atrasou o atendimento de um paciente.

Acima de tudo, até do Sarney, o que fica evidenciado no episodio do governador paulista é a malemolência dos politicos tupiniquins no velho uso do publico pelo privado, na falta de bom senso, decoro, em não (querer) enxergar que aquele patrimônio não lhe pertence.

Respondendo a pergunta-titulo do post: A similaridade é que todos os estados se encontram no Brasil, terra de Luis Inacio Lula da Silva.

Advertisements

Copa News

In CBF, Copa do Mundo 2014, Futebol, Manaus, Omar Aziz, Política, Recife on December 5, 2012 at 5:40 pm

A medida que a Copa do Mundo de 2014, no Brasil-sil-sil, vai chegando, mais noticiais relacionadas ao torneio aparecem na mídia, e mais este blogueiro fica instigado à comenta-las, vou tentar selecionar algumas aqui:

Manaus

Provavelmente um capitulo à parte, dentre as notícias nefastas da Copa, seja a (minha) cidade de Manaus. Vamos dividir em 3 frentes:

Fan Fest

O projeto do “Memorial do Encontro das Aguas” foi elaborado em 2005 em torno de uma administração, Serafim Corrêa (PSB-AM), que impulsionava a criação de areas de lazer na cidade. Porém nem a gestão deste prefeito, nem a do atual, Amazonino Mendes (PDT-AM), conseguiram fazer o projeto de Niemeyer, que eu particularmente acho feio, sair do papel, por conta da area ser tomabada. Mesmo assim, em Março de 2011, la foi o governo do Estado, sempre eles quando se trata de Copa 2014, matar  no peito e dizer quer iria retomar a obra e que o local seria escolhido para a Fan Fest em Manaus. Porém, ai ai porémagora o mesmo governo desisti da construção e faz o arroz-com-feijão: muda o local da festa para a reformada, pela Prefeitura, orla da praia da Ponta Negra, inicialmente fora dos planos para o evento. Assim, Omar  Aziz (PSD-AM) evita o trabalho do governo do estado e de quebra resolve um problema na infraestrutura da cidade-sede. Ô governador porreta!


Memorial Encontro das Aguas – Nunca será!

Mobilidade Urbana

Desde 2009 o governo do Estado/Prefeitura tem conhecimento da Copa em Manaus. O governador prometeu o monotrilho, a prefeitura o BRT (Epa! Isso não era promessa de 10 anos atrás?). Eis que que agora essas duas instituições anunciam, juntinhas, que “não vai dar”. Nem o atual governador, nem o prefeito eleito eram os titulares em 2009, porém Omar Aziz (PSD-AM) era vice da gestão passada e é o chefe do executivo desde 2010, já Artur Virgilio (PSDB-AM)  prometeu ao menos corredores exclusivos até 2014, aguardaremos! Para finalizar esse assunto vos deixo com a declaração do governador de como ele pretende resolver os problemas do trânsito em Manaus nos dias de jogos da Copa:

“A capacidade da Arena da Amazônia é de 42 mil pessoas, isso cabe facilmente no Sambódromo (ao lado do novo estádio, onde se estaciona o carro nas ruas ao redor, em grandes eventos). As pessoas vão, estacionam e ninguém reclama da mobilidade. No dia da Copa se decreta feriado municipal e não vai ter problema na mobilidade”

Os outros estados devem estar com inveja dos amazonenses! Esse governador é muito bom! Pra que ficar anos fazendo obras para a Copa do Mundo se você pode resolver tudo em um discurso? Temos aqui um fenômeno, um gênio da politica nacional!


Monotrilho manauara – Tão virtual quanto a sua projeção

Arena da Amazônia

Para finalizar com chave de ouro a palavra de Jérôme Valcke, secretario-geral da FIFA e chutador oficial de bundas do Brasil:

“Estamos um pouco preocupados com Manaus, o prazo esperado dificilmente será cumprido (…) Não há plano B para os projetos que ainda possam estar atrasados. Tirar um estádio ainda é possível. Ter um estádio pronto apenas seis semanas antes (do Mundial) não é possível”

Manaus foi uma das primeiras cidades a começar a construir seu novo estádio, no primeiro semestre de 2010, hoje é a lanterna.


Arena da Amazônia – Novembro/2012 na lanterna!

So para constar: Omar Aziz (PSD-AM), antes de ser governador era uma espécie de coordenador da candidatura de Manaus à cidade-sede, e depois virou o gerente das obras pra Copa. Como se vê, ele ja tinha tudo planejado.

Nomes e Copas

Fuleco (Mascote da Copa do Mundo de 2014) = Futebol + Ecologia;
Cafusa (Nome da bola da Copa das Conferações 2013) = Carnaval + Futebol + Samba;
FIFA = Lugar onde se criam nomes bizarros desde 1998 que ninguém ainda registrou para lucrar em cima.

ps: Busquei a informação no blog do Cosme Rimoli, veja aqui.

Racionamento

Desde ontem (04/12) até o proximo dia 10/12 uma parecela dos habitantes de Recife terá agua dia sim, dia não.  São 1,5 milhão de habitantes afetados, sendo 28 bairros, apenas 3 na capital que ficarão os 6 dias sem agua.

Racionamentos e transtornos para manutenção e melhoria de equipamentos de infraestrutura de uma região acontecem em qualquer lugar do Mundo. Porém o que é curioso é a quantidade de pessoas afetadas, acredito que todas na periferia recifense. Também é curioso notar que isso aconteça justamente na cidade em que a FIFA ameaçou tirar da Copa das Confederações.

A noticia esta aqui.

Elefantes Brancos

 O pessoal da CBF não deve aguentar nem 24 horas sem fazer alguma bobagem, vejamos o que apurou o Lancenet:

CBF quer “cassar” mando de clubes no Brasileirão para evitar elefantes brancos 

Vejamos, para evitar que os estádios construídos em Manaus, Cuiaba e Brasilia se tornem elefantes brancos com boa parte do ano sem uso, a CBF achou a solução: cassar o mando de campo de 2 jogos dos clubes da série A para que sempre haja jogo nessas 3 cidades!

A CBF visivelmente com dificuldades em valorizar o Futebol nessas regiões, digamos que ela tentasse, no auge da minha ingenuidade, tomou lição do cerebral governador do Amazonas e tenta resolver a carência de bola dos amazonenses, mato-grossenses e brasilienses numa assinatura.

A mesma entidade, em 2007, disse que o montante do dinheiro público gasto nos estádios, seria minimo, pois a Copa é um evento da iniciativa privada. Acontece que nessas 3 cidades, e até em outras, a iniciativa privada não estava disposta a gastar, primeiro porque sabia que iria haver politicagem para construir os estádios com dinheiro publico, e segundo porque não é interessante construir um estádio, mesmo que para a Copa, nessas capitais.

Não eram esses estádios que iriam virar arenas multiuso e que iriam se sustentar não so com o Futebol mas com shows e outros eventos? Então por que a necessidade de cassar mandos de campo tirando os times das suas cidades e da sua torcida cativa?

“Quando a Copa acabar, a Arena Pantanal será transformada em um grande Centro de Eventos, abrindo espaço para potencializar o turismo de eventos, feiras de negócios, artesanatos e dezenas de oportunidades para movimentar a economia cuiabana” Mauro Mendes (PSB-MT), eleito prefeito de Cuiaba

“Qualquer legado deixado pelo Estado será pago pelo povo. Nada aqui investido é de fundo perdido, tudo vem de empréstimo. Pelo nosso futebol, nunca seríamos escolhidos para sede da Copa. Nosso futebol está na Série D (quarta divisão do Brasileiro). Se houvesse a Série H, estaríamos nela (…) Nossa meta não é apenas criar um estádio para receber três jogos (do Mundial). Com certeza, toda semana não teremos um show para nossa arena multiuso. É impossível. Espero que ao menos até 2014 um clube do Amazonas esteja na Série B do Brasileiro” Omar Aziz (PSD-AM), governador tateando o obvio

“Vou usar outra expressão que o governador utiliza: “No estádio teremos, inclusive, o futebol”. Por ser multiuso, o estádio será ocupado de forma permanente, inserindo a cidade no circuito dos grandes eventos mundiais.”  Claudio Monteiro, Secretario Extraordinário da Copa em Brasília